Peter Green Biografia, Vida, Fatos Interessantes - Julho 2022

Guitarrista

Aniversário :



29 de outubro de 1946

Também conhecido por:

Músico, Compositor



Local de nascimento:



Londres, Inglaterra, Reino Unido

Signo do zodíaco :

Escorpião

Zodíaco chinês :

Cachorro

Elemento Nascimento:



Fogo

relacionamento homem câncer mulher libra

Peter Green é um guitarrista e compositor de blues-rock britânico. Nascido em Bethnal Green, Londres, Inglaterra, em 29 de outubro de 1946 , ele se tornou uma personalidade vital na segunda grande época do movimento britânico de blues. Com seu estilo elegante e um tanto melodioso, a guitarra vibrato ganhou popularidade e elogios de pessoas como B.B King, Eric Clapton e Jimmy Page. Algumas de suas melhores músicas são Albatross, Oh Bem, Homem do Mundo e Black Magic Woman. Ele é o fundador da Fleetwood Mac.

Em 1998, Peter Green foi introduzido no Hall da Fama do Rock and Roll. Peter Green está entre os 100 Maiores Guitarristas de Todos os Tempos e ocupa o número 38 da lista. Outras revistas, como a revista Mojo, em 1996, o classificaram como o terceiro melhor guitarrista de todos os tempos.

Primeiros anos



Peter Green nasceu em Bethnal Green, Londres e o mais novo entre quatro filhos. Peter Green só se interessou por violão depois que um de seus irmãos trouxe um violão espanhol para casa. Peter Green então, ganhou interesse e decidiu levá-lo para um nível diferente.

libra homem câncer mulher atração





Carreira

Peter Green iniciou sua carreira com as bandas Bobby Dennis e Dominó. Sua principal linha de música era tocar covers de pop charts e padrões de rock and roll. Durante este tempo, Peter Green estava escolhendo inspirador de Hank Marvin que, segundo ele, é seu herói da guitarra. Peter Green realmente tocou Midnight by Shadows em seu álbum de tributo Twang em sua homenagem em 1996. Explorando outras oportunidades, Peter Green juntou-se ao Rhythm and Blues &Muskrats e também The Tridents, onde tocou baixo. Depois de passar algum tempo com a banda, ele foi contratado por Peter Barden para tocar no Looners de sua banda, Peter B, como guitarrista. Naquela época, ele conseguiu lançar seu single de estréia, If You Wanna Be Happy, apresentando Jodrell Blues como lado B.

Seu lançamento foi uma capa instrumental do original de Jimmy Souls. Com o passar do tempo, Green construiu sua competência, ganhando popularidade e teve a oportunidade de substituir Eric Clapton em John Mayall &the Bluesbreakers. Mais tarde, ele se juntou à banda em tempo integral, quando Clapton deixou a banda para uma carreira solo. Em 1966 Peter Green fez sua estréia com a banda e o lançamento do álbum A Hard Road em 1967. O álbum continha duas composições de Green, The Same Way e The Supernatural. Logo, ele recebeu o nome de Deus Verde por seu talento e capacidade. Ele, no entanto, deixou o grupo em 1967 para formar o seu.

Fleetwood Mac

Peter Green formou a banda Fleetwood Mac com o colega Mick Fleetwood depois que ambos deixaram o Bluebrakers. O grupo, que inicialmente se chamava Fleetwood Mac, de Peter Green, com Jeremy Spencer, tinha Jeremy Spencer como guitarrista e Mick Fleetwood na bateria e Bob Brunning como baixista. A primeira apresentação da banda foi no Windsor National Jazz and Blue festival, em agosto de 1967. A banda teve uma performance espetacular que despertou o interesse de Mike Vernon e, portanto, assinou com a gravadora Blue Horizon. Eu acredito que o My Time Ain 's Long foi o primeiro single lançado pela banda e teve Rambling Pony no lado B. JohnMcVie dos Bleus, no final de 1967, entrou para a banda, substituindo Brunning.

Além de executar capas azuis, Peter Green também fez composições originais e mudou isso do domínio do blues da banda para outros gêneros. A banda lançou o álbum de estúdio Mr. Wonderful em 1968. A composição de Greens Black Magic woman foi um sucesso para a banda, e foi seguida por Albatross, 1969. Albatross fez muito bem e liderou a parada britânica de singles. Sem ceder ao sucesso, eles saíram com outras Peter Green composições, incluindo Man of the World, Oh Well, em 1969. Nesse mesmo ano, eles gravaram Blurs Jam em Chicago, que apresentava heróis azuis americanos como Otis Spann, Willie Dixon, Big Walter Horton e J.T Brown. O Fleetwood Mac, em 1969, assinou contrato com a Warner Bros. Records, e foi seguido pelo lançamento do seu quarto álbum de estúdio, Then Play On, que apresentava o novo guitarrista da banda, Danny Kirwan. A ausência de Spencer naquele álbum foi devido à sua decisão de não tocar em nenhuma composição original de Green.

melhor jogo de amor para mulher de touro

Peter Green começou a mudar, e isso foi percebido por outros membros da banda com sua composição de Man of the World. Seu estado de espírito estava em declínio com sua alta ingestão de LSD. O raspado uma vez limpo Peter Green começou a crescer barba e tinha muita preocupação com a riqueza. De acordo com Mick Fleetwood, Green estava preocupado que a banda não estivesse ganhando dinheiro e queria desistir. Mais tarde, ele deixou o Fleetwood Mac.




Depois do Fleetwood Mac

Peter Green juntou-se a Mayall, Rod Mayall e Larry Taylor para se apresentar no Bath Festival de Blues e Música Progressiva em 1970, depois que ele deixou o Fleetwood Mac. Peter Green também tocou no LP solo de Peter Barden, The Answer, durante esse período. Ele também lançou uma jam session, The End of the Game. Durante a turnê do Fleetwood Mac nos EUA, Peter Green juntou-se a eles brevemente sob o nome Peter Blue. Ele apresentou Gass, do Bobby Tench, para gravar duas faixas no álbum Juju, um solo com Nigel Watson, mas sua instabilidade mental na época não lhe permitiria lançar outras faixas.

Saúde

Peter Green passou por uma série de testes e foi diagnosticado com esquizofrenia na década de 1970. Peter Green foi, portanto, levado a gastar tempo em hospitais psiquiátricos para se submeter a terapia eletroconvulsiva. Em 1977, após retornar de uma viagem ao Canadá, Peter Green ameaçou seu contador com uma espingarda que o prendeu.

Reemergência

Peter Green com a ajuda de seu irmão, assinou contrato com o selo PVK de Peter Vernon-Kell. Peter Green saiu com o single In the Skies, 1979. Peter Green também ajudou Fleetwood Mac no álbum Tusk, 1979. Ele participou das faixas Rattlesnake Shake e Super Brain no álbum solo de Mick Fleetwood, The Visitor, em 1981. Peter Green Durante esse período, também trabalhou com músicos como Katmandu, Vincent Crane e Len Surtees.

Peter Green Splinter Group

Inlate1997, Peter Green formou a banda Peter Green Splinter Group com o apoio de Nigel Watson e Cozy Powell. A banda saiu com nove álbuns. Peter Green depois deixou a banda e se mudou para a Suécia. Após seu retorno em 2009, Peter Green formou Peter Green e Friends e começou a turnê. Naquele ano, ele foi alvo de um documentário da BBC Four, Peter Green: Homem do Mundo. A banda tocou e excursionou por países como Irlanda, Alemanha e Inglaterra.

Vida pessoal

Janeiro de 1978, Peter Green foi casado com Jane Samuels mas se divorciou apenas um ano depois. O casal teve uma filha Rosebud Samuels-Greenbaum. Ele nasceu em uma família judia.